Lakota

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ir em baixo

Lakota

Mensagem por Narrador em Dom Jul 06, 2014 4:45 am

Lakota
Lakota é um marco da vida noturna de Bristol, shows de artistas locais e internacionais são apresentados no lugar e é um bom lugar para se conhecer novas pessoas, beber bastante e ficar bêbado. A segurança do local no geral é boa, mas com uma ID falsa diversos menores entram no local que normalmente tem shows de diversos DJ's.
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 91
Data de inscrição : 31/03/2014

Ver perfil do usuário http://skins-newgeneration.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lakota

Mensagem por Narrador em Qua Jul 09, 2014 3:10 am





Party

Bem vindos ao Lakota, essa era a frase que o segurança dizia a cada menor que entrava naquele lugar naquela noite, as identidades falsas tinham funcionado muito bem, muitas proporcionadas por Timothy e outras por outras pessoas, afinal, Bristol era um lugar fácil de conseguir merdas como aquela quando se tem dinheiro.
O clube noturno estava cheio, um DJ chamado Mandragora tocava um tipo de Psy Trance e o cheiro de fumaça infestava o lugar, não apenas fumaça de cigarro e sim também fumaça de maconha sendo queimada, o Lakota não tinha uma administração rigorosa e como um dos muitos clubes de Bristol o que acontecia dentro permanecia dentro. Dois postes de pole dance estavam distribuídos perto da cabine do DJ e alguns tipos de gaiolas no lugar todo. Perto do bar, o barman daquela noite servia drinks e mais drinks, parecia que o lugar estava em outra alternidade com a fumaça e as luzes.
Isabelle distribuía LSD para todos que entrassem no lugar, ela queria que todos se divertissem e não se importassem muito com aquilo, para Hyuna, Arthur e outras pessoas ela não deu LSD e sim Ecstasy, a droga era mais cara, então iria distribuir para poucas pessoas apenas. As pessoas começavam a se animar e essa festa começava a mostrar que teria ainda muitas surpresas.


Thanks for @Lovatic, Cupcake Graphics


avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 91
Data de inscrição : 31/03/2014

Ver perfil do usuário http://skins-newgeneration.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lakota

Mensagem por Kim Hyuna em Qua Jul 09, 2014 4:51 am



Let's Party

Foi fácil para Hyun e os outros entrarem no lugar com as ID's falsas providenciadas por Tim. Hyun admitia que havia ficado com medo de serem pegos,mas resolveu por algum motivo desconhecido confiar em Belle. Acabou sendo uma boa escolha,a coreana sentia que iria se divertir naquela noite,apesar da sua timidez. Hyun pegou algo que Belle ofereceu,mas não prestou muita atenção à que,perguntaria à garota mais tarde. Hyun resolve ficar ao lado de Belle pois era o único rosto conhecido no lugar no momento,e não pode deixar de notar o quanto a garota estava linda...Desvia o olhar um pouco corada,disfarçando aquilo com um sorriso enorme enquanto falava com Belle.
-Oi Belle! Bela festa... - sorri com o sorriso mais bonito que consegue por nos lábios conseguindo não se importar com o cheiro de maconha ou o de cigarro. Era fácil ignorar se pensava em outra coisa. - À propósito, o que é isso? O que faz? - abre a mão,mostrando o comprimido que a mesma lhe entregara, olhando-a em seguida com uma expressão um tanto confusa.



Thanks Faith @CG

_________________
Princess
I will love like I've never been hurt
by Geovanna Mambiet @ ThePrettyOdd
Hyuna
avatar
Kim Hyuna
LGBT
LGBT

Mensagens : 14
Data de inscrição : 07/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lakota

Mensagem por Arthur James Peterson em Qua Jul 09, 2014 11:12 am






Arthur James Peterson

When I stopped looking so forward to what I needed and I started to look kindly to what I had discovered that, indeed, there is much more to be thankful for than asking. So much so, that sometimes, when I think, I'm moved me. So there, but also get to see.
Wearing-> This



Tudo estava nos conformes, estava já vestido para a festa, trajava uma blusa branca com manga curta com poucos detalhes no peito, por cima desta usava um colete sem manga de cor preta, uma caça quase apertada complementava o conjunto. Agora tudo que me restava era esperar minha ID falsa, não demorou muito até que ela chegasse, fui direto para a porta e a retirei do envelope que a protegia, um pouco receoso segurei minha identidade falsa e comecei a ler as informações contidas nela. Aquilo me fazia rir ao mesmo tempo que me deixava preocupado, será que tudo ocorreria bem? E se fossemos pegos, oque aconteceria? Minha personalidade reaparecera, a personalidade de um garoto certinho que negava diversão para si próprio. Balancei negativamente a cabeça. - Hoje não! -  Adverti-me em forma de sussurro, hoje seria diferente, iria divertir sem se preocupar com as consequências.

O celular despertava com o toque de minha banda favorita Avenged com a musica "so far away", eu adorava aquela musica, fazia-me lembrar de meu sonho de quando era criança, ser cantor. - Idiota... - Sussurrei deixando um sorriso forçado aparecer ao canto da minha boca, era um sonho que eu nunca conseguiria e que não iria perder meu tempo. Enfim, a hora havia chegado desci de elevador indo de encontro ao táxi que em esperava na porta do meu apartamento. Minutos se passaram dentro do táxi, e desci, o local não ficava muito distante de minha casa oque me alegrou, entreguei o dinheiro para o taxista e andei lentamente até a entrada da festa. Olhava ao meu redor e via as pessoas adentrarem no local, se fixasse meu olhar nas mesmas poderia ver que nenhuma ali atingira a maior idade, aquilo me confortava pois todos conseguiam entrar na festa, eu não seria o único. Chegou a minha vez de enfrentar o segurança, retirei minha ID falsa da carteira e mostrei para o guarda, vi que este franziu a testa ao ler minha identidade. "Fui pego!" Pensei, meu coração estava disparado, será mesmo que minha diversão acabaria antes mesmo de começar? Não, não era a hora. Com um aceno de cabeça o guarda me liberou e eu adentrei no local.

O meu primeiro contato foi com a fumaça existente no local, havia todo o tipo de substancia naquela festa, conseguia distinguir que na fumaça não havia só o cheiro do cigarro como também da maconha, aquele cheiro não era novo para mim. Não se acanhem, eu nunca provei claro, porém trabalhar em um bar a noite me fazia ter varias experiências, cujo se eu tivesse escolha não as escolheria. Traguei aquele cheiro por um breve momento, eu sempre fazia aquilo mesmo que meu corpo reagisse com repulsão, eu tinha que inalar mesmo que fosse pouco para acostumar-me com aquele cheiro. - Vamos la! - Disse animado aprofundando na festa.

A primeira pessoa que encontrei ali foi Belle, que nos esperava entregando alguma coisa a todos os convidados que adentravam ali, arqueei a sobrancelha e assenti com a cabeça agradecendo aquela droga que me fora entregue. - Obrigado, sua festa está fantástica! - Sussurrei em seu ouvido pois a musica alta ali era constante. A droga que me fora entregue era conhecida como Ecstasy. Como eu sabia daquilo? Bem eu simplesmente sabia e não me orgulhava daquilo. O fato de receber a droga não queria dizer que iria consumi-la, isso poderia não satisfazer o desejo da dona da festa, porém aquilo seria uma das coisas que não faria naquela festa. Sem pensar duas vezes levei a droga até meus bolso da calça e as depositei ali. - Kim! - Disse assentindo coma  cabeça na direção da asiática que estava ao lado de Belle. - Se me dão licença - Disse para as duas caminhando por elas aprofundando mais e mais no local. Não ficaria agarrado as mesmas, se eu estava certo aquela festa seria a ocasião perfeita para as duas se aproximarem.

E então eu me assustei, ao lado do Dj que tocava a musica havia dois poste, conhecido mais como queijos, depois de me recobrir do susto um sorriso apareceu no meu rosto, aquilo não estaria ali como enfeite, alguma hora aqueles queijos teria a companhia de homens e mulheres deslizando seu corpo sobre eles e eu não poderia perder aquilo. Fui em direção ao bar que ali havia, foi difícil escolher a bebida que iria beber, pelo fato de não ter muitas escolhas para pessoas como eu que não bebia, porém consegui um coquetel de frutas sem álcool que iria me satisfazer pelo resto da noite. - Um brinde a isso! - Disse erguendo o copo ao ar e logo levando aquele liquido adocicado para meus lábios. E então deixei meu olhar varrer o local a procura de uma unica pessoa Timothy, eu queria encontra-lo e conversar mais com aquele garoto, queria também agradece-lo pela ID falsa e quem sabe me divertir um pouco. Só de ter pensado coisas a mais sentir meu rosto corar. Deixando a timidez de lado comecei a me mover de um lado para o outro acompanhando a musica.

valeu @ cács!

avatar
Arthur James Peterson
Good Boys/Girls
Good Boys/Girls

Mensagens : 21
Data de inscrição : 07/07/2014
Localização : Peterson's apartment

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lakota

Mensagem por Elliott V. Vinchestein em Qua Jul 09, 2014 7:20 pm



All we hear is... Radio Ga Ga!


Como as pessoas sabem das festas? Muitas sabem por meio da pessoa que resolveu iniciar a mesma, então essas pessoas passam para outras pessoas que passam para outras pessoas e isso se torna uma enorme rede para chamar diversas pessoas e lotar a festa.
Não foi diferente de como a mensagem chegou ao número de Elliot, sem ao menos ele saber como aquilo tinha acontecido.

Momentos antes de ouvir o som do Chewbacca em seu celular avisando que uma nova mensagem havia chegado, Elliot estava sentado em um banco qualquer de uma pequena praça com seu violão cantando diversas letras de Johnny Cash, seu mais novo ídolo de dias para cá.
Ao seu lado estava uma mochila qualquer e a bolsa qual guardava o violão; vestia uma camiseta de mangas longas negra com apenas o detalhe do capacete de Darth Vader; uma calça azul com detalhes em vermelho e branco que vagamente davam ideia do Capitão América e sapatos que claramente eram diferentes fosse o tamanho e estilo; não era costume dele se preocupar com tal.
Então veio o “belo” soar da voz de Chewbacca e Elli interrompeu os movimentos de dedo contra as cordas do violão, levou à direita até o bolso do lado direito da calça e puxou o celular. A mensagem era simples e direta: “Festa no Lakota, tudo liberado. Venha!”
Indicação de hora, pra quê? Ele até ignorou e voltou a tocar o instrumento, mas algum pouco tempo lhe bateu uma pequena curiosidade.
Há quanto tempo não participava de uma festa? Duas ou três semanas? Ele nem ao menos sabia e enquanto vagava em pensamentos sobre ir ou não ir, ainda continuava dedilhando as notas sem ao menos se importar no som que estava deixando.
Rapidamente enfiou o violão na bolsa para tal; colocou o gorro sobre o cabelo pintado de rosa e procurou um gramado próximo qualquer, apenas para deixar ambas as mochilas e poder ficar livre para ir até o tal local. Quem sabe se estivesse bem sóbrio para se lembrar, pelo menos, de como chegar em casa.

Identidade?
Repreendeu-lhe o alto homem parado em frente à porta com as mãos abaixo da cintura, juntas.
Elliot ergueu a mão esquerda num gesto de espera e vasculhou sua calça; achou a carteira no bolso traseiro e entregou ao homem. Com algum tempo ele verificou a idade e deu espaço para Elliot, entregando a identidade. O garoto entrou com um sorriso torto nos lábios e de cara percebeu que estaria no lugar mais louco que já esteve até agora.
A fumaça era tanto que Elli sentia que não seria preciso fumar para ficar meio estranho, e tossiu quando inalou demais. Elli jamais fumou e aquilo lhe parecia um meio inferno.
Uma mão estendeu e lhe entregou algo que ele nem ao menos sabia o que era, por isso agradeceu com um gesto de cabeça e guardou o mesmo no bolso traseiro da calça.
Seus pequenos olhos pareciam ainda menores, mas tudo parecia estranhamente normal. A música eletrônica não lhe agradava muito, talvez pelo fato de ainda estar sóbrio e conseguir distinguir tudo perfeitamente.
Sem pressa Elli dirigiu-se ao bar que encontrava-se no local, mas não pediu nada. Girou o banco e ficou de frente para o povo que chegava aos poucos, apoiando ambos os cotovelos sobre a bancada.
Imaginou o que poderia aproveitar daquela festa.


Tags: You like party, bitch?
The Killjoy Never Die! @ CG!



Última edição por Elliott V. Vinchestein em Qui Jul 10, 2014 6:14 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Elliott V. Vinchestein
Nerds
Nerds

Mensagens : 6
Data de inscrição : 08/07/2014
Idade : 24
Localização : Qualquer lugar parece melhor que aqui.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lakota

Mensagem por Aiyla Okiwana em Qui Jul 10, 2014 12:02 am




Naega jeil jal laga Je je jeil jal laga

O tempo que passei na Coréia foram os mais tediosos da minha vida, de que valia ir a boates e festas se nenhum amigo acompanhava? Eram todos certinhos, os típicos coreanos do papai e eu não suportava ser vista deste jeito.. Eu, linda e loira sendo uma careta? Não mesmo! Vesti a melhor roupa que pude e liguei para um dos meninos do qual eu havia feito "amizade" com o pouco tempo por aqui, não era dos melhores mas me servia para muitas coisas e isso que importava, eu precisava cair na noite, uma festa de boas vindas ao exterior.

Meus pais deviam estar em seus aposentos bebendo vinho e comemorando sem mim, essa era a intenção deles desde o principio, uma pena eu só ter percebido isso depois que parti já que eles nem se quer ligaram para ter noticias minha. Se eu estaria chateada com isso? poderia mentir dizendo que sim, mas sinceramente? que se fodam!! Eles me mandaram para cá e obviamente não estavam nem um pouco chateados então porque eu estaria? Quem havia perdido o melhor foram eles me perdendo.

- Dig? Porque tanta demora? - reclamei dando um bom tapa no braço do garoto, Dig foi meu primeiro amigo por aqui, no momento eu estava morando com ele porque nem para ter a decência de me arrumar um apê meus pais tiveram, o que me faz novamente ver o quanto eles queriam se livrar de mim, nem que para isso eu virasse mendiga em outro país. Dig e eu fomos para o carro e caímos na estrada em direção à uma suposta festa da qual ele estaria afim de ir, eu já estava na lama então o que seria uma merda a mais?

Seguimos alguns km's até chegar a um local que eu não tinha conhecido ainda, jovens se enfileiravam para entrar e luzes piscavam, seguimos por essa fila até chegar a entrada na qual foi pedido por nossas identidades, mostrei uma que eu tinha e sempre guardava comigo, má fama não vem assim do nada e eu fazia uma escala da minha. Entramos no lugar cheio e com música alta, aquilo era tão familiar para mim quanto ver um rosto coreano - Rosto coreano? - Arqueei a sobrancelha ao olhar a pequena coreana em meio a multidão, parecia tão jovem e sonsa que me admirava estar em um lugar desses, porém é como dizem as quietas são as piores. Dig me largou para pegar bebidas coisa tipica dele, eu apenas fui caminhando em direção a menina para que talvez conseguisse uma casa melhor que de Dig para morar, seriamos parentes de país não é mesmo? Me aproximei o suficiente para ouvir a pergunta da menina - À propósito, o que é isso? O que faz?
Olhei para a mão da coreana e vi alguns comprimidos, me aproximei o suficiente para pegar um da mão da moça - Isso minha jovem é a oitava maravilha deste mundo e traz a melhor sensação que seu corpo pode sentir - Coloquei na boca o que eu havia pego e engoli sorrindo, ela não sabia o que era mas estava em um lugar cheio deles? e ainda com uns na mão? como eu disse parecia ser muito sonsa. - Sou Aiyla, me procura depois por ai - Acenei com a cabeça para a coreana e para uma outra menina à seu lado, virei e caminhei para longe procurando por Dig.





_________________



   
   
   

Aiyla Okiwana


avatar
Aiyla Okiwana
Drogados
Drogados

Mensagens : 7
Data de inscrição : 07/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lakota

Mensagem por Park Hyemi em Qui Jul 10, 2014 1:21 am


Is that so wrong, is it so wrong
that you make me strong

Uma festa, ótimo... antes que eu pudesse excluir a mensagem e voltar para minhas videoaulas sobre algumas coreografias, eis que surge minha mãe com seu sorriso que dava inveja até a mim. Notando que ela fitava a tela do meu celular isso só poderia significar uma coisa: Eu seria obrigada a ir na festa.
A maioria dos pais criam restrições para os filhos não saírem ou criam horários para eles chegarem, meus pais provavelmente me odeiam muito pois me obrigam a ir a cada evento desde que fui internada a uns anos. Eles pensam que assim vão poder me ver longe de meu vício... claro, até porque um viciado se cura apenas com festas ou sermões idiotas. Eu até pediria ajuda psiquiátrica, mas na verdade eu não quero ser curada, não quero desperdiçar o que gastei anos da minha vida me dedicando para no final me tornar mais uma adolescente comum sem quaisquer responsabilidade.
Como eu não tinha grandes escolhas, decidi ir, mas ainda com um pé atrás sobre como deveria me comportar no meio de um monte de adolescentes eufóricos se drogando e embebedando enquanto outros esperavam suas vítimas estarem inconscientes o suficiente para poderem os pegar, ou até mesmo ir além...
Como não queria ser a única estranha desajeitada comecei a me arrumar, coloquei um vestido colorido que se colava ao meu corpo, um scarpin preto comum e apenas penteei meu cabelo demonstrando minha clara preguiça de fazer qualquer coisa que não envolvesse aprender coreografias ou ver videos de dança. Pronto, eu estava pronta para pagar mico nessa festa ou ser a mesma ofuscada de sempre.

♡ ❤ ❥

Minha mãe me leva de carro, mesmo ela sabendo que eu tenho carteira de motorista ela queria garantir que eu não desviaria do caminho. Suspirei enquanto batia meu sapato contra o solo do quarto, o que a fez me dar uma pequena bronca:
-De tanto você bater isso ainda vai afundar.-Queria reclamar, mas na verdade eu concordava, aquilo ainda iria afundar, mas quem sabe compraríamos um carro novo de minha escolha e eu pararia de andar com esse carro de gente velha. Ela me deixou e quando me virei para trás ainda me observava como se quisesse ter a plena certeza de que eu entraria mesmo no local, o que me fez pensar no quão infantil eu parecia nesse momento sendo traga por minha mãe. O homem pedia a identidade e blá blá blá, a mesma coisa de sempre, como se ninguém fosse capaz de fazer uma identidade falsa, se eu posso fazer, creio que pelo menos metade do mundo pode.
Observei a multidão de forma tediosa, até no meio desse monte de gente ver um garoto oriental, como eu. Caminhei lentamente até ele torcendo para que ele saísse e de alguma forma eu desistisse dessa ideia de puxar papo com alguém só por sermos do mesmo continente. Já era tarde demais, eu me sentava ao lado do garoto, criando coragem para começar uma conversa.
-O-oi.-Droga Hyemi, pare de gaguejar.-Hum... o que está achando da festa?

avatar
Park Hyemi
Artistas
Artistas

Mensagens : 8
Data de inscrição : 08/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lakota

Mensagem por Marco Van Basten em Sex Jul 11, 2014 7:47 pm


Party


Luuk se encontrava deitado em sua cama olhando o horizonte, ele estava furioso com tudo o que havia ocorrido na última noite. Como de costume ele havia realizado uma festa, até aí tudo bem a festa estava lotada com várias pessoas e muita bebida, o garoto estava enchendo a cara junto com os outros convidados. A putaria estava rolando solta, garotas corriam nuas, casais faziam sexo e outras coisas que aos olhos do garoto já eram normais. De repente um certo brilho e um "click" chamaram a atenção dele que largou a garrafa de vodka no mesmo instante em que começava a correr, de longe ele avistou um homem descendo rapidamente as escadas com uma câmera fotográfica na mão.

- Merda. - murmurou para si mesmo. Se aquela foto chegasse aos seus pais ou até mesmo se saísse no jornal ele estaria muito encrencado.

Num gesto de extrema preocupação ele pulou as escadas e começou a perseguir o fotógrafo que agora já adentrava em sua camionete pisando no acelerador. Luuk não pensou duas vezes, subiu em sua moto e saiu em disparada continuando sua perseguição. Depois de um certo tempo ele conseguiu fazer com que o maldito homem pare e ensinou uma verdadeira lição a ele.

Enfim, o garoto estava deitado em sua cama, ainda sofria com alguns efeitos colaterais da festa do dia anterior, mas pelo menos se sentia aliviado por ter parado aquele maldito fotógrafo. Seu celular fez um 'beep" e após ver a mensagem que havia recebido, Luuk se levantou num pulo. Na mesma hora foi para o chuveiro, tomou um banho refrescante que ajudou a animá-lo, vestiu uma blusa branca com estampas pretas acompanhando uma calça jeans junto com seus sapatos favoritos, para finalizar borrifou um pouco do seu melhor perfume. Estava pronto. Pronto para ir a mais uma festa.

Saiu de casa subindo em sua moto, ele não tinha carteira, mas dirigia mesmo assim já que nunca havia tido maiores problemas por causa disso. Depois de alguns minutos ele chegou ao seu destino, logo que chegou já se deparou com dois seguranças que o abordaram

- Identidade? - perguntou um deles.

Luuk revirou os bolsos  lembrou que havia esquecido sua identidade falsa. De maneira relutante ele sacou sua carteira soltando um suspiro.

- Tenho algumas do Benjamin Franklin, serve? - perguntou entregando um bolo de dinheiro na mão de ambos. Os dois tiveram uma rápida troca de olhares e em seguida deixaram o garoto passar. Já lá dentro ele varreu o local com seus olhos buscando algum rosto conhecido. Bem, não encontrou nenhum, mas no geral gostou do que viu. A música estava bem agradável então ele decidiu começar cedo, foi até o balcão de bebidas com um sorriso no rosto e pediu uma dose de tequila. Luuk estava a fim de se divertir, precisava relaxar um pouco depois da noite anterior e sentia que aquele ali era o lugar perfeito para isso.




avatar
Marco Van Basten
Bad Boys/Girls
Bad Boys/Girls

Mensagens : 6
Data de inscrição : 10/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lakota

Mensagem por Marissa Langdom em Sex Jul 11, 2014 8:50 pm




Everything is better when the sun goes down


Eu estava sentada em um banco da cidade e havia acabado de acender meu ultimo cigarro quando senti meus peitos vibrarem. Pode soar estranho, mas minha roupa não tinha bolsos então obviamente eu guardei meu celular em meu sutiã, já que foi a primeira coisa que me veio em mente. Dei uma tragada longa antes de retirar o aparelho de onde estava e dar uma olhada na mensagem que eu havia recebido.
"Festa no Lakota. Bebida, drogas, pessoas bonitas solteiras, bem seu gênero."
Nada como númenos desconhecidos que me convidam para festas e conhecem meu "gênero".
Me perguntei por alguns segundos se eu deveria passar em casa, trocar de roupa talvez, avisar meus pais ou encontrar alguém para não andar sozinha, mas depois de algumas tragadas e devaneios conclui que era melhor estar sozinha. Me levantei e me dirigi até o Lakota, que ficava algumas quadras de onde eu estava.
Minha roupa estava simples, ao meu ver. Nada além do que eu usava diariamente, mas parecia bom para uma festa. Mas afinal, quem se preocuparia com roupas? Provavelmente estariam todos chapados demais pra se importar com algo, o  que é  um pouco deprimente as vezes, todos os meus "amigos" sempre estão chapados demais pra se importar com algo. Ao menos eu acho.
Foi uma caminhada não tão lenta até o local, queria evitar ser seguida, por mais que eu não acredite que isso fosse possível de ser evitado, afinal, aparentemente boa parte dos adolecentes da cidade ia na mesma direção que eu. O Lakota estava lotando.
- Com lincença, identidade? - ergui os olhos para o segurança que havia me dirigido a pergunta e sorri de canto, ele me olhava de cima a baixo algumas vezes achando que eu não havia percebido o ato.
- Eu acho que isso não é realmente necessário, mas se insiste... - retirei minha identidade falsa do mesmo lugar de onde viera meu celular anteriormente e mostrei rapidamente antes de passar pelo segurança, adentrando o lugar e sorrindo ao receber Ecstasy da dona da festa. Porém, guardei a droga em meu sutiã para mais tarde.
Algumas pessoas em particular de quem eu já havia ouvido falar me chamaram a atenção, como Hyuna e, em especial, um garoto coreano. Ele estava sentado ao lado de uma garota também coreana (francamente, de onde esses asiáticos brotam?), não pude evitar ficar alguns segundos o encarando, ele era adorável. Passei pelos dois e pisquei para ambos, sorrindo de canto e me dirigindo a um balcão, pedindo uma dose de vodka.

valeu @ carol!



Última edição por Marissa Langdom em Seg Jul 14, 2014 1:51 am, editado 1 vez(es)

_________________


Marissa Langdom
Peoples change

.soph.


avatar
Marissa Langdom
Bad Boys/Girls
Bad Boys/Girls

Mensagens : 15
Data de inscrição : 08/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lakota

Mensagem por Elliott V. Vinchestein em Sex Jul 11, 2014 10:41 pm



Jesus of suburbia


Você sabe pelo quê vale a pena lutar, quando não vale a pena morrer por isso?
Talvez fosse apenas uma frase e sem qualquer sentido para qualquer outra pessoa – até mesmo para Elli -, mas ele recitava aquele pequeno verso com seus lábios, sem fazer barulho e com a cabeça um pouco inclinada para trás, sem ao menos prestar muita atenção nas pessoas que agora adentravam ao local rapidamente.
Segundos antes ele se virou para o homem que estava atrás do balcão e o chamou pedindo um simples copo de uísque, só, nada mais do que isso. Ainda estava claramente cedo para iniciar qualquer bebedeira descontrolada e Elli sabia bem disso. Então momentos ou outros levava o drink até os lábios e bebia do mesmo. Nada interessante até o momento... A música parecia não ajudar muito e ele sentia como se pudesse colocar uma música mais animada e fazer com que a galera se soltasse.  

Mas uma rápida aproximação fez o garoto quase cuspir a bebida que mal havia ingerido ainda. Estava tão fixo nas pessoas para lá e para cá que não percebeu a aproximação de ninguém e só ouviu quando prestou atenção ao seu lado direito, onde uma oriental sentava-se ao seu lado.
Oh sim, uma oriental.
Ele se assustou ainda mais quando a viu, muito talvez por não fazer ideia de que havia outra pessoa oriental em Bristol. Tomou-se do gole do uísque e deixou o copo ao seu lado esquerdo, na bancada.
Olá. —Ajeitou o gorro melhor sobre o cabelo rosa e suspirou, quando a pergunta foi referente à festa. — Meio difícil quando ainda se está no começo... O povo está um pouco acanhado, eu acho.
Novamente tomou-se da bebida e voltou a deixa-la no lugar onde estava antes de beber.
Ahn... Asiática também? Legal e... — ele terminaria o raciocínio, mas naquele momento seus pequenos olhos flagraram uma loura passando um tanto próximo do local, com uma roupa bem extravagante.
O que? Ela piscou para Elli? O garoto riu de forma boba e aproveitou-se para beber do uísque e girou a cabeça para acompanhar a garota. Nitidamente olhos pregados no corpo dela, apenas levantando um pouco quando a mesma sentou-se e pediu bebida e sentou-se; de supetão lembrou-se que estava conversando – ou tentando – com alguém ao seu lado.
... Asiáticos são legais.



Tags: You like party, bitch? #02
The Killjoy Never Die! @ CG!

avatar
Elliott V. Vinchestein
Nerds
Nerds

Mensagens : 6
Data de inscrição : 08/07/2014
Idade : 24
Localização : Qualquer lugar parece melhor que aqui.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lakota

Mensagem por Kim Hyuna em Dom Jul 13, 2014 5:16 pm



Let's Party


"Isso minha jovem é a oitava maravilha deste mundo e traz a melhor sensação que seu corpo pode sentir" - foi a frase que Hyun ouviu vinda de uma garota também coreana que pegava outro comprimido com Belle,deixando-a ainda mais confusa."Sou Aiyla, me procura depois por ai." - a loira fala e se afasta. Hyuna também Marissa,e a pequena coreana decide ir falar com ela. Belle parecia um tanto ocupada no momento,recebendo as pessoa. Depois elas se falariam.
Hyun se aproxima de Mari com um sorriso nos lábios ainda com o comprimido nas mãos,sem saber se deveria tomá-lo ou não.
- Oi Mari! - fala sentando-se ao lado dela cumprimentando-a. - Surpresa por te encontrar por aqui... Achei que não viria. Eu me sinto meio perdida pra falar a verdade...Nem sei o que fazer com isso. Me disseram que é bom,mas não sei se devo experimentar sabe? - Hyun "desabafa" olhando em dúvida para o comprimido e depois para Mari com vergonha. -Eu sou boba demais.Gostaria de não ser...


Thanks Faith @CG

_________________
Princess
I will love like I've never been hurt
by Geovanna Mambiet @ ThePrettyOdd
Hyuna
avatar
Kim Hyuna
LGBT
LGBT

Mensagens : 14
Data de inscrição : 07/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lakota

Mensagem por Marissa Langdom em Dom Jul 13, 2014 5:30 pm




Everything is better when the sun goes down


Não pude evitar virar minha dose de vodka observando o "casal coreano adorável". O garoto me chamara a atenção, e era impossível não observar o corpo da garota ao seu lado em alguns instantes. Gostosa, é a palavra. Com isso, nada me fazia deixar de encará-los com malícia.
Eu havia acabado de pedir minha segunda dose quando Hyuna apareceu ao meu lado, esta sim estava particularmente sedutora, mas tão inocente. Ouvi tudo enquanto recebia e virava minha segunda dose, sem interrompe-la ou olhar para ela. Seu desabafo me fez rir, o que foi meio cruel da minha parte, afinal, ela é uma boa moça, só estava confusa.
- Hey, gatinha, respire um pouco. Vou tentar te responder tudo. - finalmente tirei os olhos dos dois coreanos e me virei para ela, me sentando em um banco que estava ao meu lado e cruzando as pernas. - Primeiramente, eu vim porque algum anônimo considera essa festa meu "gênero". Curioso saberem meu gênero, então resolvi conferir. - suspirei e pedi mais duas doses de vodka. - Siga seus impulsos. Se quer parar de ser tão boba e inocente, o que seria ótimo, é só pegar isso ai... - apontei para o comprimido e peguei uma das doses de vodka e entreguei a ela. -... colocar na boca e beber com vodka. Vamos lá, é simples. Você pensa demais. - mordi o lábio a encarando, esperando sua resposta.

valeu @ carol!


_________________


Marissa Langdom
Peoples change

.soph.


avatar
Marissa Langdom
Bad Boys/Girls
Bad Boys/Girls

Mensagens : 15
Data de inscrição : 08/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lakota

Mensagem por Park Hyemi em Dom Jul 13, 2014 5:44 pm


Is that so wrong, is it so wrong
that you make me strong

Ele me respondeu, o que me deu um certo alívio, não era exatamente meu objetivo ficar no vácuo. É, a festa ainda estava em seu início, mas de qualquer forma para mim nunca fazia diferença o início ou final, já que eu me fechava em meu canto tomando algumas bebidas na maioria das vezes.
Antes do garoto completar a frase passa uma loira um tanto sedutora à nossa frente, ela envia uma piscadela para nós, e naquele momento minhas bochechas coravam com o ato da loira, e percebo que não sou a única a notá-la, já que o asiático ao meu lado quase babava pelo seu olhar. Rio de forma disfarçada, e continuo a conversa como se nada houvesse acontecido:
-É, como sou uma tenho que concordar.-Sorrio de forma discreta e mudo de assunto:-Festas são interessantes... não é todo dia que se encontra tanta gente bebendo enquanto flertam com desconhecidos.-Essa não era minha melhor maneira de criar um assunto, mas pelo menos já era algo.

avatar
Park Hyemi
Artistas
Artistas

Mensagens : 8
Data de inscrição : 08/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lakota

Mensagem por Kim Hyuna em Dom Jul 13, 2014 6:19 pm



Let's Party


A risada de Mari fez Hyun corar ainda mais e se sentir ainda mais boba do que já se sentia. Desviou o olhar para o chão enquanto a ouvia. Hyun é obrigada a levantar o rosto com uma expressão de leve choque e dúvida enquanto ouvia seu pequeno discurso. "Você pensa demais." - e foi essa frase que fez Hyun aceitar a dose que Mari a oferecia. Era hora de não pensar mais em nada e apenas se divertir. Hyun engole o tal comprimido com um sorriso "corajoso" nos lábios,porém esse sorriso se transforma em uma careta com o gosto amargo da vodka. Após tossir um pouco e sentir os olhos lacrimejarem Hyuna consegue 'se recuperar' e suspira olhando Mari voltando a sorrir.
- Não foi tão difícil. Mas vodka não é tão bom. - ri um pouco,sem se importar muito. - E só para saber, o que vou sentir com o que tomei? - pergunta um tanto curiosa,sentindo-se um pouco leve...não sabia se pela bebida ou pelo comprimido.


Thanks Faith @CG

_________________
Princess
I will love like I've never been hurt
by Geovanna Mambiet @ ThePrettyOdd
Hyuna
avatar
Kim Hyuna
LGBT
LGBT

Mensagens : 14
Data de inscrição : 07/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lakota

Mensagem por Marissa Langdom em Dom Jul 13, 2014 6:49 pm




Everything is better when the sun goes down


A observei tomar o comprimido e tomar a vodka, e foi realmente impossível não rir da reação da mesma. Fracamente, de onde vinha toda aquela inocência e pureza? Ela nunca havia tomado vodka antes? Iria ser muito divertido vê-la drogada. Afinal, foi extremamente fácil convencê-la de que ela deveria se drogar.
Tão inocente... Eu já fui assim. Ela vai perceber que tudo fica melhor com drogas, álcool e sexo com desconhecidos. Ou ao menos tudo parece melhor.
- Fraca. - disse a ela, rindo. - Você se acostuma com o gosto da vodka depois de um tempo. Ah, e sobre o efeito da droga... - sorri de canto virando minha dose de vodka. - Vai ter que descobrir sozinha.
Olhei de canto para os dois coreanos novamente, a conversa não parecia fluir muito bem entre eles, o que era relativamente engraçado. Pelo menos pra mim era. Deveria eu me meter no meio? Ah, não, eu tinha que tirar a Hyun da inocência antes de mais nada.
- Senta ai. - falei apontando o banco ao meu lado. - Vou te ensinar a beber.

valeu @ carol!


_________________


Marissa Langdom
Peoples change

.soph.


avatar
Marissa Langdom
Bad Boys/Girls
Bad Boys/Girls

Mensagens : 15
Data de inscrição : 08/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lakota

Mensagem por Kim Hyuna em Seg Jul 14, 2014 2:13 am



Let's Party


A risada de Mari quase não fazia mais efeito em Hyun. Se antes a garota ficava envergonhada agora ria junto com Mari,sentindo uma alegria e uma sensação boa que alguns minutos atrás ela não tinha. Sentia-se menos envergonhada agora...bem menos envergonhada. Obedece a loira,sentando-se ao seu lado dando de ombros. Já estava ali não é mesmo?
- Me ensinar a beber? - pergunta um tanto confusa. - Não vai me deixar bêbada não né?


Thanks Faith @CG

_________________
Princess
I will love like I've never been hurt
by Geovanna Mambiet @ ThePrettyOdd
Hyuna
avatar
Kim Hyuna
LGBT
LGBT

Mensagens : 14
Data de inscrição : 07/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lakota

Mensagem por Marissa Langdom em Seg Jul 14, 2014 2:28 am




Everything is better when the sun goes down


"Não vai me deixar bêbada, não é?" Ah, a doce inocência. Tão bom ver o lado bom das pessoas, achar que elas se importam mesmo com você.
- Te deixar bêbada? É claro que não, eu jamais faria isso. Só quero te ajudar a se divertir aqui, você disse que estava perdida não é? Vou te divertir. - um sorriso falsamente inocente surgiu em meus lábios enquando eu pegava uma dose de vodka e entregava para Hyuna. Não era totalmente mentira, ela iria se divertir, mesmo que não se lembrasse de nada no dia seguinte. - Vamos, confie em mim, Hyun. Você é linda demais pra ficar sentada a noite toda.
Tirar a inocência dela naquele momento era um objetivo. Não achava justo ter minha inocencia arrancada de mim e ser obrigada a ver a pureza dos outros, me deixava enjoada. Além disso, eu sei parecer boa quando é preciso. Quem não acreditaria que eu só queria o bem da doce e inocente Hyuna?

valeu @ carol!


_________________


Marissa Langdom
Peoples change

.soph.


avatar
Marissa Langdom
Bad Boys/Girls
Bad Boys/Girls

Mensagens : 15
Data de inscrição : 08/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lakota

Mensagem por Elliott V. Vinchestein em Seg Jul 14, 2014 5:41 am



Jesus of suburbia


Elliott levou sua mão esquerda sobre o copo e o levou a boca quase que automaticamente, e rapidamente notou que o mesmo estava vazio. Caramba, já havia bebido o primeiro copo assim tão rapidamente? Ele não precisou girar para o barman, apenas ergueu o dedo e fez algum gesto que o rapaz entendeu; segundos depois um copo estava ao seu lado direito, sem que o garoto tirasse os olhos da garota que estava ao seu lado.
Interessante? — Elli tomou outro gole da bebida e encarou a garota com seus pequenos olhos. — Possivelmente, até porque acho que uma festa onde apenas têm pessoas conhecidas, as ações são mais restritas. Digo, ninguém quer se mostrar ou acabar queimado pelo grupo, entende?
Discretamente coçou a nuca sob o gorro e mudou o olhar de direção, apenas apreciando o movimento. Não querendo deixar sua resposta “morta”, continuou:
Então sim; uma festa é mais interessante com pessoas que bebem e não se conhecem. E como você mesmo disse, flertam com desconhecidos.
Elli riu e piscou para a garota, tomando outro gole da bebida. Então limpou a mão direita gelada pelo copo – ou talvez o ar estivesse frio? – e estendeu-a para a garota.
Mas nesse caso você pode me conhecer e saber com quem está flertando. Prazer, Elliot. Você pode me chamar de Elli, é como chamam.




Tags: You like party, bitch? #03
The Killjoy Never Die! @ CG!

avatar
Elliott V. Vinchestein
Nerds
Nerds

Mensagens : 6
Data de inscrição : 08/07/2014
Idade : 24
Localização : Qualquer lugar parece melhor que aqui.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lakota

Mensagem por Timothy D. Keynes em Seg Jul 14, 2014 8:17 pm


Leotta‘s Lakota Party
NÃO SE PREOCUE EM LER ISSO, É SÓ PRA FICAR BONITO! FAR AWAY THIS SHIP IS TAKING ME FAR AWAY FAR AWAY FOR THE MEMORIES OF THE PEOPLE WHO CARE IF I LIVE OR DIE. STARLIGHT I WILL BE CHASING THE STARLIGHT UNTIL THE END OF MY LIFE I DON'T KNOW IF IT'S WORTH IT ANYMORE. HOLD YOU IN MY ARMS I JUST WANTED TO HOLD YOU IN MY ARMS

PORRA, CARALHO, EU TÔ ATRASADO! ISABEL VAI ME MATAR! Levantei da cama aos pulos, Isa me fez matar aula pra espalhar os cartazes da festa, então quando deu certo horário voltei pra casa e deitei a fim de me livrar daquelas olheiras que a noite anterior haviam me proporcionado, claro que eu acabei dormindo demais e agora a festa já tinha começado a tempos, eu olhei no relógio e já eram umas dez horas, eu estava dormindo apenas de cueca e me sentei na borda da cama passando os dedos por entre os cabelos, tentando decidir o que fazer. Esfreguei os olhos nas costas das mãos e me enfiei no primeiro jeans que encontrei, abri o guarda roupa e peguei umas três camisetas de cores diferentes, as quais provei na frente do espelho e reprovei todas as deixando jogadas sobre a cama, mais uma olhada no relógio – Merda! – soltei cerrando os dentes, vesti uma vermelha lisa que tinha jogado sobre a cama e uma jaqueta de moletom roxo, peguei meu celular e tinha mais mensagens de Isabel do que eu poderia me dar ao luxo de ler.
Sai em disparada rumo ao Lakota, no meio do caminho lembrei que havia deixado a carteira em casa, puta merda! Voltei correndo pra buscar, era só isso que me faltava, depois de providenciar identidades falsas pra metade de Bristol agora eu não tinha a minha.
...
Vamos pular a enrolação do ‘voltei pra casa’, indo direto para o ‘cheguei na festa’, bem, eu cheguei na festa, os seguranças eram conhecidos, mas tenho certeza que teriam o maior prazer em me barrar caso eu não tivesse com minha identidade, sempre senti que aqueles caras me olhavam torto, entrei com a identidade entre os dedos, eles nem se deram ao trabalho de tomá-la das minhas mãos, já deveriam ter decorado até o número, de tanto que eu freqüentava aquele lugar.
Asians, Asians everywhere! Acho que enquanto eu dormia a China finalmente conseguiu dominar o mundo, eu só via olhos puxados pra onde quer que eu fosse, Isabel deveria estar perdida no meio de toda aquela multidão asiática, comecei a procurar por pessoas com os olhos abertos afim de ver algum conhecido, mas não tive muito sucesso, avistei apenas a garota de hoje mais cedo, Hyuna, ao lado dela, quem diria, uma loira linda que não era japa, elas riam loucamente, sobriedade não era a palavra de ordem ali. Fui até as garotas e passei um braço pela cintura da moça oriental. – Pelo visto a identidade ficou boa. – disse tentando fazer minha voz se sobressair a música e a cumprimentei com um beijo no rosto.

Timmy está em interação com Hyun; vestindo o que foi descrito no post; na festa da Isabel e está se sentindo na Ásia e agradece à Maay do TPO pelo template.

avatar
Timothy D. Keynes
LGBT
LGBT

Mensagens : 22
Data de inscrição : 06/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lakota

Mensagem por Kim Hyuna em Seg Jul 14, 2014 11:15 pm



Let's Party


Hyun não queria ficar bêbada. Não fazia parte dos planos. Na verdade nem a droga que tomara fazia,mas já estava feito,agora era aguentar. Hyun se assustou quando sentiu um braço em sua cintura mas sorriu quando reconheceu a quem pertencia. Recebeu o beijo no rosto virando-se para beijá-lo no rosto também com um lindo sorriso nos lábios. A empolgação que sentia apenas aumentou e a música e as luzes pareciam mais altas e fortes,deixando Hyun um pouco confusa.A coreana concentrou-se no rosto de Timmy para respondê-lo.
- Claro que ficou! Consegui entrar sem problemas! - fala um pouco animada demais tentando fazer com que ele me escutasse apesar da música alta. Hyun nota que ele continua com a mão em sua cintura,mas ela não se incomoda com aquilo. Timmy então fala para ambos procurarem Isabelle e o ânimo de Hyun volta. Ver Belle a deixava feliz.
- Depois nos falamos Mari. Esse não é o tipo de diversão que eu quero..Desculpa. -o hábito de ser gentil a fez se desculpar antes de Tim puxá-la para outra direção. Hyun vira-se para ele,parando-o.
-Eu tomei aquilo que Belle estava entregando para todos...Não queria que ela me visse assim. Ela gostou de mim fofa,não...drogada. - um sentimento de culpa toma conta de Hyun,sobressaindo a animação e a felicidade que a droga a faziam sentir.


Thanks Faith @CG

_________________
Princess
I will love like I've never been hurt
by Geovanna Mambiet @ ThePrettyOdd
Hyuna
avatar
Kim Hyuna
LGBT
LGBT

Mensagens : 14
Data de inscrição : 07/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lakota

Mensagem por Marissa Langdom em Ter Jul 15, 2014 1:42 am




Everything is better when the sun goes down


Quando um garoto se aproximou de Hyuna e passou a conversar com ela eu passei a prestar atenção em um copo de vodka que estava em minha frente. Simplesmente o encarei, afinal, o que mais eu poderia fazer? Me meter na conversa? Não, não parecia uma opção. Apenas ouvi em silêncio o que ela me disse antes de se retirar e a deixei ir.
E lá se foi minha fonte de diversão. Não que eu não preferisse ficar sozinha, mas quando alguém rouba uma asiática gostosa de mim eu considero um bom motivo para ficar triste. Algo bem passageiro, afinal, eu ainda tinha a vodka, que desceu queimando pela minha garganta no instante seguinte. Nada com o que eu não estivesse acostumada.
Pedi mais uma dose.
E outra.
Então me virei para encarar novamente os coreanos. Droga, como o garoto conseguia ser tão perfeito?
Mais uma dose.
E nesse ritmo fiquei por um tempo.

valeu @ carol!


_________________


Marissa Langdom
Peoples change

.soph.


avatar
Marissa Langdom
Bad Boys/Girls
Bad Boys/Girls

Mensagens : 15
Data de inscrição : 08/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lakota

Mensagem por Oliver Sawyer em Ter Jul 15, 2014 1:57 am


"Que você viva em tempos interessantes."
— antiga maldição chinesa



O silêncio no quarto de Oliver era quase absoluto, quebrado apenas por ocasionais cliques no mouse de seu computador. Em qualquer situação, o garoto poderia estar aperfeiçoando seu novo aplicativo para celular, baixando algum MMORPG medieval ou simplesmente explorando sites de curiosidades diversas. Mas, não naquela noite. Oliver terminava a edição de uma identidade falsa no PhotoShop. Era um item sempre muito útil de ter consigo, e ele planejava fazer seu primeiro teste dali a pouco. Nem passava pela sua cabeça o fracasso da edição - desde quando uma criação sua dava errado?



Esticou os braços para cima, espreguiçando-se. Sua impressora ligara e, logo mais, disponibilizaria para ele uma falsificação muito bem feita de sua própria carteira de identidade. Virou-se para a esquerda, checando seu reflexo no espelho. Aparentava energia, como sempre, mas a vestimenta não era adequada para um festa, cheia de adolescentes, música eletrônica, drogas e... Como seria a situação de drogas em Bristol? Considerou a ideia de pesquisar a informação no Google, mas decidiu descobrir por si mesmo.



[...]



Internamente, ele comemorava como se tivesse rolado um D20 e acertado a maior face. Mesmo não temendo ser barrado na entrada do clube, por dois brutamontes de óculos escuros, estava faceiro por ter sido mais esperto que os Muscle-Man. E, logo em seguida, whoa! Uma espécie de pílula, mas claro que não era uma pílula comum. Qual seria? A famosa Lysergsäurediethylamid, também abreviada como LSD? Provável. Mas Oliver jamais drogaria-se em um local desconhecido, repleto de pessoas desconhecidas, sem um plano de emergência para o caso de algo der errado. Jamais.



O que fez, então? Agradeceu a garota com um meio sorriso nos lábios e pôs-se a explorar a festa. Ou melhor, explorar as pessoas. Sim, pois fora movido até Lakota pela pura curiosidade de saber como seriam seus futuros colegas de estudos. Por isso e, claro, pela possibilidade de esvaziar sua mente de seus próprios problemas, que no momento não eram muitos, mas... O rapaz não podia correr o risco de sobreaquecer-se. Qualquer pausa para descanso era bem-vinda.



Quando viu, já encostava-se no balcão de bebidas, escorregando para um dos bancos desocupados. Não faria mal em tomar uma dose pequena, talvez acompanhada de um cigarro do maço em seu bolso. Sim, senhoras e senhores, nerds também sabem beber e fumar. Pediu ao garçom uma dose de vodka, puxando seu maço de Marlboro e um isqueiro para cima do balcão. Seu olhar captou um movimento a seu lado direito. Ele virou-se, para observar uma garota loira, que também bebia. Muito. A boca de Oliver contraiu-se quando foi pego observando-a. Ele logo tratou de arranjar algo para dizer.



― Hm... Oi... Você se incomoda se eu fumar a seu lado? ― Ele perguntou, hesitante. Depois, apressou-se em continuar. ― Mas, se você fuma... Aceita um cigarro? ― Tentou sorrir, um pouco nervoso. Interações sociais não eram o seu forte, ainda mais tratando-se de um belo exemplar do sexo oposto. Aguardou sua resposta, tentando ignorar o impulso de falar como uma matraca; apenas um pequeno tique quando está nervoso.





Oliver is wearing this, he's on Lakota with a girl and he's feeling curious.
avatar
Oliver Sawyer
Criminosos
Criminosos

Mensagens : 4
Data de inscrição : 09/07/2014
Localização : DreamWeaver. -qq

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lakota

Mensagem por Timothy D. Keynes em Ter Jul 15, 2014 2:05 am


Leotta‘s Lakota Party
NÃO SE PREOCUE EM LER ISSO, É SÓ PRA FICAR BONITO! FAR AWAY THIS SHIP IS TAKING ME FAR AWAY FAR AWAY FOR THE MEMORIES OF THE PEOPLE WHO CARE IF I LIVE OR DIE. STARLIGHT I WILL BE CHASING THE STARLIGHT UNTIL THE END OF MY LIFE I DON'T KNOW IF IT'S WORTH IT ANYMORE. HOLD YOU IN MY ARMS I JUST WANTED TO HOLD YOU IN MY ARMS

O hálito da garota cheirava a vodka, eu não achava que ela tivesse bebido muito, mas era claro que já estava sofrendo os efeitos daquilo, seu olhar demorou para firmar em meu rosto, sorri de forma simpática pra outra garota loira, não queria parecer o cara que simplesmente roubava as companhias alheias, então de braços dados a Hyuna segui para um canto mais calmo da festa, ela parecia arrependida por ter bebido, disse ter provado alguns comprimidos, eu pensei que ele fosse começar a chorar no meu ombro – Hyun, não se preocupe, vamos encontrar a Belle logo, mas antes você vem comigo – disse a puxando pela mão e entrando com ela no banheiro feminino, NÃO, não sou dessas bichinhas afeminadas que acham que podem usar o banheiro feminino sem o menor problema, sou um gay de postura, oka? Mas estamos numa festa cheia de gente drogada, o banheiro masculino com toda certeza tem gente de ambos o sexo fazendo sabe-se lá o que, entrei com Hyun no feminino, primeiro por que ela é uma garota, segundo por que eu precisava ir com ela. Enfim, na frente do espelho eu me pus ao seu lado – você continua fofa pra mim, mas não te trouxe aqui pra uma conversa legal e positivista sobre como você se parece – nesse momento uma das cabines se abriu e de lá saiu uma menina me olhando torto, sorri pra ela como se fosse a coisa mais normal do mundo eu estar ali e abri a torneira voltando minha atenção pra Hyun – Eu ia dizer pra jogar uma água no rosto, mas não acho que seu rímel aprove essa idéia, então apenas beba um pouco, vai ajudar a ficar menos... você sabe. – Poderíamos ter simplesmente pedido um suco, mas não confio naqueles barmans.

Timmy está em interação com Hyun; vestindo o que foi descrito no post; na festa da Isabel e está se sentindo na Ásia e agradece à  Maay do TPO pelo template.
avatar
Timothy D. Keynes
LGBT
LGBT

Mensagens : 22
Data de inscrição : 06/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lakota

Mensagem por Louis B. Young em Ter Jul 15, 2014 2:17 am


The Dangerous Party
Caminho eu como caminha a humanidade. Não existe mais gente santa, dizia a minha avó astuta. E a geração de ultimamente é um bando de filho da puta.

Estava uma noite gélida, a brisa fresca batia no rosto de Louis que fazia o seu corpo estremecer por inteiro. Os passos rápidos do garoto era por causa de uma festa que estava sendo comentada por toda a cidade de Bristol, trajava uma camisa preta com estampa de uma caveira com uma rosa na boca, um short jeans azul rasgado, um sapato all-star preto e uma touca cinza escrita "Dangerous Boy".

Começou a arfar pois da sua casa até o local da festa era um longo caminho, colocou as mãos em ambos os bolsos com uma tentativa de esquentar os finos dedos do garoto. Chegou no local e passou os dedos sobre um pouco de cabelo que ficava para fora da touca, ajeitou rapidamente os fios pretos até que ficassem de um jeito "aceitável". Andou até a mesa de bebidas e pegou um copo com gelo, deixou o copo na mesa e pegou uma garrafa de vodka enchendo o copo com o líquido do mesmo, deu passos lentos e foi para um canto tirando um maço de cigarros tirando um filtro, colocou na boca e acendeu o mesmo. Tirou o cigarro da boca e franziu o cenho quando a fumaça saiu de sua boca dançando. Levou o copo até a boca aproveitando a bebida e observando as pessoas interagirem, observava principalmente uma garota loira.

nome do personagem está em interação com tal pessoa; vestindo isto aqui; no bar do peixe -q e está se sentindo faminta e agradece à  Maay do TPO pelo template.
avatar
Louis B. Young
Drogados
Drogados

Mensagens : 4
Data de inscrição : 13/07/2014
Idade : 19
Localização : In School

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lakota

Mensagem por Kim Hyuna em Ter Jul 15, 2014 2:21 am



Let's Party


Um suspiro sai pelos lábios da coreana enquanto ela bebe bastante água tentando se livrar dos efeitos do que fez lá fora.
- Obrigada...por ficar aqui comigo. Sei que não é fácil. - indica a garota que o olhou feio com a cabeça e sorri envergonhada. - Eu não sei o que deu em mim...Eu não sou assim! - fala um tanto chocada,balançando a cabeça. O que havia feito? Bebe mais água e joga um pouco no rosto,evitando os olhos,secando o mesmo depois. Sentia-se menos estranha agora,e isso era ótimo. Apoia-se na pia e olha Tim um tanto corada - Meu interesse pela Belle é tão...evidente assim? - morde o lábio inferior olhando pra baixo. - Ela é tão linda e forte e determinada... E eu sou uma boba. Ela nunca se interessaria por mim.


Thanks Faith @CG

_________________
Princess
I will love like I've never been hurt
by Geovanna Mambiet @ ThePrettyOdd
Hyuna
avatar
Kim Hyuna
LGBT
LGBT

Mensagens : 14
Data de inscrição : 07/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lakota

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum