Campo de Rugby

Ir em baixo

Campo de Rugby

Mensagem por Narrador em Dom Jul 06, 2014 12:20 am

Campo de Rugby

Um extenso campo muito parecido com os de futebol americanos é localizado aos arredores de Roundview, os jogadores do time de Rugby treinam constantemente nesse campo faça chuva ou sol. Uma longa pista de corrida atravessa o campo e arquibancadas complementam o lugar.

avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 91
Data de inscrição : 31/03/2014

Ver perfil do usuário http://skins-newgeneration.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campo de Rugby

Mensagem por Arthur James Peterson em Seg Jul 07, 2014 12:30 pm


Campo de Rugby...
A good place to think!

Segunda novamente, só deus sabe o quanto eu odeio aquele dia, segunda é o dia mais distante do final de semana e é o dia após a baladas e festas, aquele dia para mim se resumia em uma unica coisa, dia de descano, e não havia nenhum lugar melhor para isso do que o próprio campo de Rugby. De todos os locais daquele colégio o campo é o que mais me agrada, não pelo fato de ver os jogadores jogarem e treinarem, por que aqui entre nós, cada jogador era mais bonito do que o outro, aqueles corpos definidos aqueles rostos perfeitos e aqueles braços fortes... Ah desculpem, não lhes avisei, sim sou gay, desde quando? Bem tem pouco tempo... Ainda duvido um pouco da minha orientação sexual, mas ao ver esses jogadores eu tenho certeza que é eles que quero!

Ontem a noite foi um dia puxado para mim, atender em um bar não é nada tranquilo do que se parece, ainda mais para um adolescente que estuda, conviver com essas duas vidas, uma de curtição e a outra de estudo não é anda fácil. Se eu pudesse escolher... ah se eu pudesse! Me vida seria apenas curtição, nada de escola nada de tarefas, apenas conhecer pessoas novas e criar novos laços de amizade. Vocês que me conhecem agora devem estar pensando que sou um assanhado, tarado ou algo do tipo, né? Pelo contrario, eu penso uma coisa e ajo de uma maneira completamente diferente, estranho não? Sim esse sou eu, um cara que luta por uma personalidade unica. Gostaria de ser atirado, gostaria de ter uma iniciativa, não queria ser um rapaz inseguro ou tímido, queria poder entrar de cabeça nas coisas que quero e sonho, talvez se eu fosse assim não seria virgem até hoje. Difícil acreditar? Sim, é isso mesmo, a timidez que tenho nunca me deixou ser livre e fazer oque bem entendo, é um pouco difícil ver meus amigos se pegando e curtindo enquanto eu só observo ou tento curti da minha própria maneira.

Senti uma forte rajada de vento me acertou, levei minhas mãos até o bolso de minha jaqueta preta e as deixei la tentando amenizar o frio que estava sentindo. Olhava agora para o campo, era cedo, porém os jogadores já treinavam, eu gosto de ficar ali no alto da bancada observando-os. Aquilo me trazia uma tranquilidade e um sentimento que adorava sentir. - Tenho que mudar! - Sussurrei escorando minha testa aos meus joelhos escondendo meu rosto corado ao pensar em te-los perto de mim. Uma coisa era certa, continuaria sendo virgem se continuasse a agir daquela forma.

Consegui pegar, a bola veio em minha direção com uma grande velocidade, fiquei um pouco impressionado comigo mesmo por conseguir pega-la no alto antes que me acertasse, com a bola em mãos vi que todos os jogadores olhavam para mim, aquele era um sonho que acabara de se realizar, senti meu rosto esquentar mesmo naquele tempo frio. Me levantei e curvei meu corpo para traz, movi minha mão direita que segurava a bola para o lado e coloquei toda minha força sobre meu braço movendo-o para frente e arremessando a bola com uma grande força de volta para os jogadores. Eles agradeceram e eu retribui com um sorriso. Volteia sentar e a observar o treino deles. - Que hoje seja um dia diferente! - Disse para mim mesmo.

   


>notes: Ahm <3 ; tags: nhac; vestindo: isso

Thanks Maay From TPO.
avatar
Arthur James Peterson
Good Boys/Girls
Good Boys/Girls

Mensagens : 21
Data de inscrição : 07/07/2014
Localização : Peterson's apartment

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campo de Rugby

Mensagem por Isabelle Leotta em Seg Jul 07, 2014 12:50 pm


Bad Day



Hoje estava sendo um dia de merda em Bristol, nossa aquele sol não era muito bom, não estava acostumada a dias tão ensolarados quanto aquele. Um suspiro saiu por entre meus lábios. Roundview não era tão interessante quanto havia imaginado anteriormente, na verdade era mais parado do que o rabo do meu melhor amigo Timothy, mas o que me interessava em Bristol era a vida noturna e vamos confessar, se você tiver dinheiro essa cidade é o lugar mais fácil em que pode encontrar drogas.
Eu tinha aula naquele momento, mas não me importei, precisava de um cigarro e naquela hora o melhor lugar para fumar nessa escola de merda era o campo de Rugby. Por isso estava andando por essas arquibancadas naquele momento, percebi que infelizmente dessa vez as arquibancadas não estavam vazias, alguém estava lá, um garoto e só com um olhar para ele meu gaydar disparou. Porra! Mais um viado nessa escola? Parece que aqui era o centro de homossexuais do mundo inteiro, não que eu tivesse algo contra homossexuais, ao contrário, se eu fizesse isso seria hipócrita.
Um suspiro saiu por entre meus lábios antes de colocar o cigarro entre os mesmos e acende-lo com a chama fraca do isqueiro. Traguei a fumaça e senti ela preencher os meus pulmões, a sensação relaxante era maravilhosa. Olhei novamente para o rapaz nas arquibancadas e decidi me aproximar dele, não faria nenhum mal não é?
Andei com passos largos em sua direção e segurei o cigarro entre os dedos ao chegar perto dele. - Eles são bem bonitinhos não é? Dá vontade de agarrar um deles no vestiário e transar segurando aquelas bundinhas duras até cansar. - Disse com um sorriso em meus lábios arqueando a sobrancelha. Sentei do lado do garoto e traguei novamente o cigarro, soltando a fumaça em um jato forte e reto. - Qual o seu nome querido? Não precisa ficar tímido, eu não mordo... Muito. - Falei em tom de brincadeira com um sorriso maroto nos lábios.
avatar
Isabelle Leotta
Drogados
Drogados

Mensagens : 13
Data de inscrição : 31/03/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campo de Rugby

Mensagem por Arthur James Peterson em Seg Jul 07, 2014 1:11 pm


Campo de Rugby...
A good place to think!
O raios solares atravessaram as nuvens que me escondia, senti aquele calor subir pelo meu corpo, era tão aconchegante aquele calor, não chegava a ser forte e nem a incomodar, sim eu adoro calor. Despia  jaqueta de couro preta que estava trajando e a coloquei sobre meu colo. - Bem melhor... - Sussurrei esfregando meus braços expulsando o pequeno frio que ainda jazia ali sobre minha pele.

Pessoas começavam a chegar no campo, era um pouco incomum aquilo, poucas pessoas visitavam o campo aquela hora, pois era um treino reservado para os jogadores, mas mesmo assim ali estava eu e uma menina que me olhava de longe. Fixei meu olhar na mesma, ela é bela, quem sabe se eu não gay a cortejaria. Consegui sorrir para ela ao vê-la se aproximar. Ela teve me abordou de uma maneira que eu realmente não esperava, será que eu passava a imagem de gay tanto assim? Porém isso não foi minha preocupação maior naquele momento, senti meu rosto corar ao ouvir o som das palavras que saia de sua boca. meus olhos que segundos antes estava fixos nos jogadores agora varria o chão.

- Err são sim.. - Consegui falar mesmo que o som tivesse saído fraco. Eu fiquei um pouco surpreso com seu linguajar, ela não media suas palavras, claro que eu via aquilo em quase todos os lugares, mais não perto de mim assim, porém em vez de ficar receoso eu soltei uma pequena gargalhada com aquela situação. - Nem me fale - Disse sorrindo para ela voltando meu olhar para os jogadores, mais precisamente agora para suas bundas.

Voltei minha atenção para a menina ao meu lado, até por que era falta de educação conversar com uma pessoa e olhar para uma outra, ela continuava com o pequeno interrogatório, aquilo me fazia sentir bem, era bom conversar com alguém como ela logo de manha. - Me chamo Arthur, mas pode me chamar de Arth - Disse sorrindo, disse meu apelido em um tom forte e não fraco, não queria que ela pensasse que esse apelido seria afeminado ou algo do tipo, mas sim que demonstrava carinho e segurança. Soltei uma outra pequena gargalhada com o rosto corado e quente. Tudo bem, vou tentar me soltar um pouco... - Disse num sussurro olhando para ela. - Por favor, sente-se! - Disse para ela me ajeitando na arquibancada e batendo três vezes a palma da minha mão sobre na arquibancada ao meu lado.

Olhei para o cigarro que ela tragava constantemente, aquele pequeno objeto me fazia lembrar de minhas noitadas e do meu emprego. Porém eu nunca havia provado e nem provaria, sou um cara que tento me divertir sem a ajuda de drogas ou bebidas alcoólicas, pois não queria esquecer coisas que eu fiz na noite passada e muito menos fazer coisas impulsivas. Balançando a cabeça negativamente deixando aquele assunto para la olhei em seus olhos.- E a senhorita se chama ? - perguntei arqueando a sobrancelha. - Nada melhor que uma caminhada e um bom maço de cigarro né? - Finalizei deixando uma pergunta no ar.
 


>notes: Ahm <3 ; tags: nhac; vestindo: isso

Thanks Maay From TPO.
avatar
Arthur James Peterson
Good Boys/Girls
Good Boys/Girls

Mensagens : 21
Data de inscrição : 07/07/2014
Localização : Peterson's apartment

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campo de Rugby

Mensagem por Isabelle Leotta em Seg Jul 07, 2014 1:28 pm


Bad Day


Então o garoto tinha um nome, Arthur era um nome bonito, me lembrava o nome que eu queria dar a um gato que infelizmente nunca tive. Sua voz não era nem tão delicada nem tão forte, na verdade era bem normal e possuia um timbre meio rouco, porém suave. Me perguntei mentalmente se ele não seria um bom macho para tirar o Timothy da frente daquele computador e mostrar a ele como o prazer era melhor quando se tinha outra pessoa para compartilhar.
- Eu me chamo Isabelle e bem... Pode me chamar do que quiser, tanto faz. - Disse franzindo as sobrancelhas depois de pensar por alguns instantes em algum apelido. Voltei a olhar para os garotos que corriam pelo campo esverdeado, conhecia alguns deles e sabia que vários usavam esteroides para melhorar a performance nos jogos, tolos. - Arthur é um nome bom, não muito gay, mas você compensou a purpurina com esse apelido não foi? - Disse antes de gargalhar alto, não queria constranger o garoto, mas simplesmente era divertido mexer com ele, ele parecia o tipo de garoto tímido.
Levei o cigarro aos lábios uma última vez antes de joga-lo no chão pisando sobre ele. A fumaça saindo por entre meus lábios era calmante, provavelmente morreria um dia por causa daquela merda, mas por enquanto eu estava bem. - Cigarros são apenas cigarros, é muito foda sentir a fumaça descer pela garganta e sair por entre os lábios, mas essa merda pode te matar um dia. - Disse em um tom monótono olhando para o resto do cigarro que havia pisado no chão. - Mas se você está procurando diversão de verdade... Que tal você vir a minha festa no Lakota? Você deve saber onde é não é? - Falei olhando para o rosto do garoto com um pequeno sorriso no rosto.
avatar
Isabelle Leotta
Drogados
Drogados

Mensagens : 13
Data de inscrição : 31/03/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campo de Rugby

Mensagem por Arthur James Peterson em Seg Jul 07, 2014 1:57 pm


Campo de Rugby...
A good place to think!
- Isabelle, belo nome - Disse esboçando um sorriso no rosto e assentindo com a cabeça. Dei um sorriso largo ou ouvi-la,a quela menina estava conseguindo alegrar minha manhã. - Ah não, não foi isso  - Comecei a dizer um pouco corado. - Foi uma amiga minha que me deu esse apelido, creio que seja por causa desse meu jeito um pouco na minha e quieto. - Falei coçando levemente meu nariz tampando um pouco meu rosto que agora está vermelho.

Aquela conversa estava sendo produtiva, eu conseguia ver uma bela amizade nela, porém eu podia ver também que seria sempre "judiado" por ela, pois conseguia ver que suas ações na maioria das vezes conseguia me deixar um pouco tímido e isso de alguma forma a divertia, não podia reclamar aquilo também me alegrava. - É um prazer te conhecer! - Disse estendendo delicadamente a mão até ela para que a segurasse, feito isso apertaria sua mão firmemente.

E la estava algo que aumentou meu animo, uma festa, eu não consegui esconder o riso e a alegria de ser convidado, e pelo oque acabei de conhecer de Isabelleessa festa prometia. - Claro, por que não! Nos vemos la então! - Disse me levantando e beijando sua bochecha direita enquanto levei delicadamente minha mão até seu braço segurando-a. - Foi um prazer lhe conhecer... - Disse num sussurro soltando seu braço e me distanciando da mesma. - Pega meu instagram, ARTH, nós manteremos contato... Creio que por la você passará mais informações sobre a festa... Disse enquanto descia a escada acenando para a mesma me despedindo.

[Posts encerrados entre Isabellee Arthur]


>notes: Ahm <3 ; tags: nhac; vestindo: isso

Thanks Maay From TPO.
avatar
Arthur James Peterson
Good Boys/Girls
Good Boys/Girls

Mensagens : 21
Data de inscrição : 07/07/2014
Localização : Peterson's apartment

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campo de Rugby

Mensagem por Vanity F. Naschenweng em Seg Jul 21, 2014 2:49 am



I'll be all you need

#Depressiva?
#Vestida?
#Campo da escola?
#Sozinha?
Em questão não estão os monstros de Romero -pelo qual tomei tanta forte paixão-, ou os clássicos da literatura mundial. Em questão está a morte da alma, sem nada literal. Falo de morte interior, como pode alguém ter tamanha tristeza para ter desgosto até mesmo de respirar? Era isso o que estava em conta ali, enquanto permanecia deitada em minha cama após um longo e delicioso sono que se prolongou por toda a tarde. Eu permaneci quieta, desejando que o cansaço fosse maior que a energia e a voracidade, e permitisse que eu caísse em sono profundo novamente, mas não tive sucesso algum. Com desdém de mim mesma me virei para olhar o teto, e fiquei ali por um longo período de tempo desejando minha própria morte, naquela coisa vazia em que eu estava aprisionada, coisa pela qual chamavam de vida.
"A vida é fria demais para ser perfeita, querida". - Repeti, no mesmo tom de voz, as palavras que minha mãe dissera da última vez que liguei para ela. Ela dizia isso e eu me enojava. Dizia como se ela se importasse comigo ou com papai. Ela se importava apenas e exclusivamente com Envy. Se importava tanto com minha irmã que lhe causou o maior dano cerebral possível: a loucura. Mas Envy não estava louca, apenas desacreditada da verdade.
Suspirei ao sentar na cama e cocei os olhos, passando a mão gelada também pela cabeça para amenizar a dor que sempre estava ali pelas consequências do acidente. Me levantei de vez da cama deixando escapar um palavrão, enquanto entrava no banheiro e tirava a roupa. Depois de tomar um longo e quente banho, percebendo que já passava das seis da tarde, saí do banheiro e coloquei uma roupa qualquer que encontrei naquela deplorável bagunça em que se encontrava meu armário. Papai me xingaria imensamente se encontrasse aquilo daquela forma. Depois de colocar as botas de couro e as luvas, eu me dei conta de que o apartamento inteiro ainda estava escuro, pois tinha ido dormir quando ainda estava cedo e o sol iluminava cada pequena parte do cômodo.
Suspirei e me dirigi até a cozinha, acendendo todas as luzes pelos interruptores que encontrava pela casa. Peguei uma maça e sorri de canto, trancando a porta ao sair. Antes de sair pelos portões, enviei uma mensagem ao papai, dizendo que estaria na escola se ele precisasse e poderia ligar a qualquer momento, já que estava indo lá apenas para me recordar das coisas.

Quando me dei conta já estava no campus escolar. Mais precisamente no meio do campo de rugby. Encarar aqueles gols em forma de "H" era engraçado. É incrível como o ser humano tem capacidade de ser vazio. Como eu. Como todos eles. Vivendo uma vida de pura mimadice, sem se importar com o que vem a seguir.  Protestei contra mim mesma, dizendo em minha mente que também tinha me enrolado nessa bola uma única vez, vez que me dilacerou o suficiente para não desejar aquilo novamente.  Eu costumava não me importar, mas agora me importava, pouco mas importava. Não estava satisfeita com o rumo que minha vida tinha tomado, num dia éramos uma família feliz numa casa enorme, no outro eu era um fantasma para dois membros de minha família e um diamante para papai.
Respirei profundamente e me sentei delicadamente sobre a grama. Fechei meus olhos, abrindo um enorme sorriso nos lábios e então me deixei. Era bom sentir a grama úmida abaixo de mim. Respirei fundo, desejando uma boa garrafa de vodka comigo, se ficasse bêbada o suficiente para quando chegasse em casa dormir de novo, seria o suficiente.

avatar
Vanity F. Naschenweng
Good Boys/Girls
Good Boys/Girls

Mensagens : 9
Data de inscrição : 17/07/2014
Localização : Wonderland

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campo de Rugby

Mensagem por Katerina A. Dennies em Seg Jul 21, 2014 3:12 am

Love is strong, but I am evil
You are wrong about me
Can't trust a cold blooded woman; Boy, don't you lie in her bed; You can't trust a cold blooded woman; She'll love you and leave you for dead; It's one thing you must understand; You can't trust a cold blooded woman


Ar livre, é isso que todo o bom ser humano precisa de vez em quando. E, bem, eu ainda me considero um bom ser humano, talvez não bom, mas ainda assim humano. Espaços fechados me deixam nervosa, muitas pessoas concentradas no mesmo lugar sem muito ar puro... É, na verdade, as pessoas em si me deixam nervosa. Mas  eu já me acostumei com isso.
Já havia escurecido e achei por um momento que andar pelo campus escolar me faria bem, algo tinha que fazer bem não é? Afinal, que eu saiba, é lá que gostosos treinam diariamente. Se bem que, ao julgar que já havia escurecido, eu duvidava que houvesse alguém por perto. Era uma pena.
Deus sabe como eu precisava encontrar alguém pra me distrair nos ultimos dias. Ou ao menos ele saberia, se existisse. Olha, não é que eu  não acredite em Deus mas... Argh, longa história. Tenho mais o que fazer do que ficar me perguntado por que o meu querido Deus some quando eu estou em ruínas.
Coloquei minha jaqueta preta enquanto trancava a porta de casa, minha mãe estaria no plantão e eu detestava ficar em casa nas noites de plantão. Consequências do "presente nao tão fabuloso de aniversário". Eu vestia uma regata cinza e um jeans escuro justo, junto com meu velho all star, e caminhava pelas ruas em silêncio.
Era horrível andar sozinha no escuro. Minha cabeça se desligava do exterior e ligava o interior. As vozes.
"Você deveria estar morta." elas diziam na minha cabeça. Berravam. "Eu deveria estar morta."
Cada sombra que eu via me assustava. Eu sempre tive medo do que quer que eu possa encontrar no escuro. Eu sei que é lá que os meus perseguidores se escondem. E eles estão em todo o lugar, porque eles estão bem dentro da minha cabeça.
Foi difícil perceber que eu me encontrava no campo de Rugby em poucos minutos. Eu acabo correndo sem perceber, acabo fugindo deles. Ou ao menos tentando. Podia jurar que estava sozinha com eles, mas não. Uma garota estava lá, bem no meio, e eu me dirigi até ela. Eu não aguentava mais ficar sozinha. Mas eu tinha que me lembrar de quem eu era, de como agia. Tinha que recuperar a calma e o controle. Controle, ah, a quanto tempo eu desejava ter isso.
- Hey, tudo bem ai, garota? - falei deixando meu coração se acalmar e o costumeiro sorriso surgir em meu rosto. - Precisa de uma ajuda? Quem sabe Jesus no coração? - fiz uma breve pausa quando cheguei bem próximo da mesma. - Relaxa, estou brincando.


Thanks Tess
avatar
Katerina A. Dennies

Mensagens : 8
Data de inscrição : 18/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campo de Rugby

Mensagem por Vanity F. Naschenweng em Seg Jul 21, 2014 3:30 am



I'll be all you need

#Depressiva?
#Vestida?
#Campo da escola?
#Sozinha?
Você nota estar tão distraída quando já não nota nada a seu redor e se assusta. Sim, eu me assustei com a voz da garota. Meus olhos se abriram tão rápido que imaginei ser impossível tal velocidade, ao menos quando eu estava como estava. Cansada, farta, mentalmente bêbada. Ah sim, eu amo vodka, mas quase não a bebo, não sem a permissão de meu pai ou na frente dos amigos para parecer "normal". Era tão engraçado me imaginar como alguém normal, afinal de contas, eu estava morta para quem importava, não estava? Como isso poderia ser normal?
Abri um sorriso ao me apoiar nos cotovelos e mordi levemente meu lábio inferior. Entenda isso como quiser. Mania ou ato de sedução. - Bom, é... Hey! - eu não sabia o que dizer. O que era estranho. Soltei um pequeno riso ao ouvi-la falar de Deus. Eu não acreditava em tal entidade superior, mas se ele existisse, eu o imaginaria como muitos, nunca um só. Motivo? Uma única pessoa não conseguiria cuidar de tantas outras - Acho que Deus não seria a melhor coisa, a menos que queira isso...
Se controlar como uma marionete as vezes tinha grandes benefícios. A primeira é que sua resposta nunca precisa ser completamente conclusiva, aliás, eu só dava respostas assim quando sabia o que a outra pessoa queria, e no caso, eu ainda não sabia qual era o objeto de almejo da morena à minha frente.
Me sentei completamente na grama, um sorriso brincando nos cantos de meus lábios - Você, como se chama? Precisa de algo? - okay, ser uma marionete não era sempre a melhor escolha. Eu me oferecia muito fácil, me entregava à troco de nada e de tudo. Eu apenas fazia o que os outros esperavam, para elas fazerem tudo o que eu queria. E não, palavras como "vadia" não me afetavam, já havia sido tratada assim fora das paredes de meu lar. E até mesmo dentro.
Soltei um pequeno suspiro e voltei a me deixar - Experimente, isso é bom... olhar as estrelas e saber a infinidade de coisas que existem entre o céu e a terra...

avatar
Vanity F. Naschenweng
Good Boys/Girls
Good Boys/Girls

Mensagens : 9
Data de inscrição : 17/07/2014
Localização : Wonderland

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campo de Rugby

Mensagem por Katerina A. Dennies em Ter Jul 22, 2014 3:39 am

Love is strong, but I am evil
You are wrong about me
Can't trust a cold blooded woman; Boy, don't you lie in her bed; You can't trust a cold blooded woman; She'll love you and leave you for dead; It's one thing you must understand; You can't trust a cold blooded woman

Talvez tivesse sido uma ideia estúpida ir até a garota. Aparentemente eu atrapalha seu momento de reflexão. Mas eu realmente não sabia o que fazer naquela altura do campeonato. É impressionante o que o medo pode fazer com uma pessoa.
Devo mencionar, antes de mais nada, o quão bela era a garota que estava em minha frente. Um belo exemplar do sexo feminino, supostamente inocente, supostamente simpática. Mas o que isso importava realmente não é? Eu aprendi a muito tempo que não devo confiar em ninguém. Seria uma questão de tempo até ambas mostrarem suas garras? Talvez.
- Katerina. Só vim ver se estava viva, sabe. - respondi com simplicidade antes de ouvir a proposta dela.
Me deitar e olhar as estrelas? Eu não poderia ceder a isso, me sentiria um tanto quanto vulnerável. Mas eu gosto das estrelas. Elas e a lua, a luz no meio de toda a escuridão, sempre belas, admiráveis, e, assim como os olhos da desconhecida no chão, hipnotizantes.
- Estou bem em pé. Você parece estar drogada, sabe. - fiz uma pausa para observa-la antes de finalmente me lembrar da parte mais importante. - Aliás, quem diabos é você?


Thanks Tess
avatar
Katerina A. Dennies

Mensagens : 8
Data de inscrição : 18/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campo de Rugby

Mensagem por Vanity F. Naschenweng em Qua Jul 23, 2014 1:49 am



I'll be all you need

#Depressiva?
#Vestida?
#Campo da escola?
#Sozinha?
Eu me sentei uma outra vez, encarando a garota. Seus lábios eram carnudos e se moviam de tal forma enquanto ela falava que eu chegava a ficar hipnotizada. Respirei fundo e pendi a cabeça de lado, a apoiando em minha mão direita enquanto os dedos gélidos massageavam meus cabelos. Aquilo ainda provocava uma pequena dor em minha cabeça.
Abri um leve sorriso, estava tão desacostumada a responder quem eu era. Costumava fazer isso apenas para minha irmã, diversas vezes ao dia; ou quando ficava horas em frente ao espelho analisando tamanha hipocrisia da vida ao criar dois seres iguais, pelo qual apenas um reconhecia a vivacidade de ambos. Outro sorriso, maior desta vez. - Quem sou eu? Me chamo Vanity, deve ter ouvido sobre mim como a garota morta.- dei levemente de ombros e soltei uma risada baixa.  
A garota morta. Eu realmente era conhecida assim pelos cantos da escola, nos vestiários e qualquer lugar que eu não estivesse. Já na minha frente, eu era querida por todos. Outra hipocrisia, uma sociedade que te julga por atos que não foram provocados por si mesmo. Ou ainda acredita que eu queria de fato sofrer um acidente?
- Também pode me conhecer como louca, ou a protetora. Já que odeio pessoas que falam mal de minha irmã. - aquilo soou meio ríspido, mas eu dei um pequeno sorriso para relaxar o clima. Passei os dedos pelos cabelos e mordi de leve meu lábio inferior. Balancei a cabeça na direção dela, como quem pergunta os apelidos pelos quais eu poderia conhecer ela.

avatar
Vanity F. Naschenweng
Good Boys/Girls
Good Boys/Girls

Mensagens : 9
Data de inscrição : 17/07/2014
Localização : Wonderland

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campo de Rugby

Mensagem por Katerina A. Dennies em Qua Jul 23, 2014 7:23 pm

Love is strong, but I am evil
You are wrong about me
Can't trust a cold blooded woman; Boy, don't you lie in her bed; You can't trust a cold blooded woman; She'll love you and leave you for dead; It's one thing you must understand; You can't trust a cold blooded woman

Durante esses poucos minutos perto da desconhecida tirei a conclusão de que cada palavra da garota era digna de minha atenção. Ouvi tudo o que ela tinha a dizer antes de ceder e me sentar no gramado, em sua frente. Vanity, a garota morta. Talvez algo tenha chegado aos meus ouvidos em algum momento, afinal, muitas coisas chegam aos meus ouvidos, mas eu preferia ouvir a história vindo dela. As coisas costumam ser mais interessantes vindas de quem realmente sabe a verdade.
- Se serve de consolo, pequeno zumbi... - deixei escapar um leve suspiro seguido de um sorriso irônico antes de continuar. - Nada chegou aos meus ouvidos. E mesmo que tenha chegado, não dei importância o suficiente para lembrar.
Olhei para o céu por um momento antes de a encarar. Era inegável que aqueles olhos eram tão lindos quanto as estrelas.
- Então, você tem uma irmã? Aparentemente eu não estou atualizada sobre as belas garotas dessa cidade. - ri levemente e me virei de lado, esticando as pernas e me escorando com as mãos no gramado. Fixei os olhos em qualquer lugar da escuridão, longe dela. - Eu não sei bem como posso ser conhecida. Sou só a Kat, as vezes a Katerina, sou mais uma das garotas más. Muitos me conhecem, muitos se consideram meus amigos, eu estou entre os populares desse lugar, mas é só questão de status. - voltei novamente a olhar para ela, era como um imã que me impedia de me concentrar em qualquer outra coisa. - Talvez já tenha ouvido falar.
Um sorriso de canto surgiu nos meus lábios. Eu menti sobre os boatos, eu sabia sobre a garota morta e sabia o quão interessante ela era. Ah, sim, um belo e interessante exemplar do sexo feminino.

Thanks Tess
avatar
Katerina A. Dennies

Mensagens : 8
Data de inscrição : 18/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campo de Rugby

Mensagem por Vanity F. Naschenweng em Sex Jul 25, 2014 9:36 pm



I'll be all you need

#Depressiva?
#Vestida?
#Campo da escola?
#Sozinha?
Eu ri pela piada de "pequeno zumbi", parecia uma forma carinhosa de dizer que eu estava morta. Ou quase isso. Pensar na morte era como pensar na vida, a unica diferença é que te chamavam de depressiva ou louca. No meu caso, chamavam apenas de princesa, claro que referindo-me apenas pelo modo o qual meu pai me chamava.
Respirei fundo, observando cada pequeno movimento da garota e assenti de leve - Então é do tipo que só ouve o que quer e ignora o resto? Eu gosto disso... - eu dei uma pequena risada e cruzei as pernas como índio. Deixei a mão cair no espaço entre minha cintura e minhas pernas, e fiquei puxando alguns filhetes de grama, apenas pela diversão de tê-los entre meus dedos.
Um suspiro leve escapou pelos meus lábios quando deixei minha cabeça cair, olhando para o verde absoluto do gramado - Envy, uma irmã gêmea que pensa que estou morta. Ela é como a Alice no país das maravilhas, sabe...? Enfim, foi por ela que recebi esse apelido idiota - revirei os olhos e voltei a erguer minha cabeça. Podia sentir um pouco de frio graças as roupas que usava, mas era difícil de discernir o frio e o calor, aliás, estava aprendendo a diferença entre eles novamente. Eu estava reaprendendo a viver minha monótona vida, aprendendo a andar, falar, comer, fazer pequenas comparações de cor, temperatura e clima. Era absolutamente entediante isso, e agradecia meu pai por estar ao meu lado, pois se dependesse de minha mãe creio que não teria sequer levantado da cama um dia.
Estalei minha língua em um gesto corriqueiro e inocente. Tentando cantarolar a melodia de uma música qualquer. Voltei a encarar a morena com um sorriso singelo nos lábios - Acho que já ouvi falar. E sabe, parte do que disse serve para mim. O status, estar entre os populares deste local. - expliquei para ela e olhei para os lados. Mordi de leve o lábio inferior e me levantei, batendo de leve nas roupas -O que acha de irmos para um lugar mais... quente? - aquela seria o tipo de proposta tentadora que eu faria para um garoto qualquer. Um homem na rua. Uma proposta embalada de pureza e recheada por malícia.

avatar
Vanity F. Naschenweng
Good Boys/Girls
Good Boys/Girls

Mensagens : 9
Data de inscrição : 17/07/2014
Localização : Wonderland

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campo de Rugby

Mensagem por Katerina A. Dennies em Dom Jul 27, 2014 7:53 am

Love is strong, but I am evil
You are wrong about me
Can't trust a cold blooded woman; Boy, don't you lie in her bed; You can't trust a cold blooded woman; She'll love you and leave you for dead; It's one thing you must understand; You can't trust a cold blooded woman

É impressionante como uma conversa pode evoluir rápido. Alguns minutos e você já está ao lado de uma completa desconhecida zumbi falando sobre você e ouvindo sobre ela. É uma reviravolta incrível comparado ao início da minha noite, a não ser, é claro, que aquilo tudo só estivesse acontecendo na minha cabeça. Eu realmente esperava que não estivesse acontecendo na minha cabeça.
- Digamos que se eu for me definir em um tipo seria em um tipo original. Algumas coisas não podem ser ignoradas. - e era verdade, em parte. Posso não ser um ícone de originalidade mas eu sempre costumei ser mais complicada do que qualquer outra pessoa, para não dizer deslocada ou diferente. Se bem que, em um mundo coberto de pessoas ridiculamente iguais e hipócritas, eu preferia ser estranhamente diferente. - Ah, agora me lembro de você, uma das gêmeas gostosas.  - comentei vagamente com um sorriso de canto, eu deveria ser um pouco honesta, não? Honestidade nunca foi meu maior forte.
Tudo ocorria bem, como tinha que ser, até ela me chamar para um lugar mais quente. Eu estava louca ou ela estava realmente flertando comigo? Livrei minhas mãos do contato com a grama por um momento, levemente desconfortável.
Ok, não era como se eu não estivesse acostumada, mas é um pouco diferente e estranho uma desconhecida zumbi flertar comigo, e posso dar uma ênfase em estranho.
- Ah, é claro. Aproveite e chame a outra gêmea gostosa para um threesome. - alerta vermelha. Irônia como modo de defesa, saiu antes que eu pudesse pensar. Se bem que a ideia de um threesome não me era ruim. Deixei pouquíssimos segundos passarem antes de tentar me corrigir. - Okay, me diga a sua ideia de lugar quente. Mas considere o threesome. - pisquei para ela com meu costumeiro sorriso sarcástico. Não seria uma garota zumbi que me abalaria. Ou seria?

Thanks Tess
avatar
Katerina A. Dennies

Mensagens : 8
Data de inscrição : 18/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campo de Rugby

Mensagem por Vanity F. Naschenweng em Ter Jul 29, 2014 12:56 am



I'll be all you need

#Depressiva?
#Vestida?
#Campo da escola?
#Sozinha?
A beleza era um fato difícil de não ser notado nem apreciado, pelos humanos. Eles que sempre enxergavam beleza, sem praticidade. Viam aparência, se entregam sem medo. Fosse pelo tom de voz, fosse pelo seu porte altivo, havia algo que inspirava respeito naquela garota, e eu não tardei a perceber através de meus olhos escuros e calmos a capacidade que aquela tinha de provocar verdadeiras tempestades num coração humano quando queria. Eu sabia do que eu era capaz, mas não o que ela poderia fazer. - Gostosas, ou com carne, como meu pai costuma dizer... - dei de ombros levemente. Ter um pai ali, sempre presente, aquilo era assustador e ao mesmo tempo especial. Era minha família, e praticamente a única que me fazia feliz desde um tempo para cá.
Não se tratava de algum poder sobrenatural, ainda que alguns desconfiassem que eu pudesse ter alguma resistência mágica contra as agressões do tempo. Em verdade, discernir frio e quente era apenas como discernir vermelho e verde – os homens nasciam com aquela habilidade intrínseca, mas apenas efetivamente aprendiam o que elas eram quando tinham contato com estas na sua cultura. Vantagem ou não, desde o coma não lembrava o que era sensibilidade térmica, como, também desde o acidente, não conseguia entender as diferenças básicas entre verde e vermelho. Portanto, sim, eu me machucava com muito tempo no frio, meus pés ardiam, como meu rosto, e eu não era imune ao congelamento, mas realmente não sentia todo o frio que faz as pessoas praguejarem contra o vento – eu simplesmente não me importava, parecendo misteriosamente aquecida por meus cabelos chocolate. Ou seja, não sabia o que de fato poderia significar um lugar mais quente, não em temperatura, apenas em sentimentos. - Um lugar fechado, arejado, onde tenha alguma fonte de calor? - minha expressão deveria ser uma piada, estava tentando lembrar tudo o que aprendi um dia em física sobre calor e temperatura. Suspirei e cruzei os braços, como se precisasse me proteger do frio - Eu sempre consideraria um threesome, com você...- sussurrei aquilo e comecei a andar. O fato de não a conhecer me fez me arrepender desse ato, de dar as costas esperando ela vir até mim. Normalmente as pessoas vinham, mas ela...

avatar
Vanity F. Naschenweng
Good Boys/Girls
Good Boys/Girls

Mensagens : 9
Data de inscrição : 17/07/2014
Localização : Wonderland

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campo de Rugby

Mensagem por Katerina A. Dennies em Qua Jul 30, 2014 8:00 pm

Love is strong, but I am evil
You are wrong about me
Can't trust a cold blooded woman; Boy, don't you lie in her bed; You can't trust a cold blooded woman; She'll love you and leave you for dead; It's one thing you must understand; You can't trust a cold blooded woman

Eu já não sabia mais o que me prendia àquela conversa. Se fosse com uma pessoa qualquer eu já teria ido embora há muito tempo e a deixaria falando sozinha, mas Vanity com certeza não era qualquer uma. Tinha algo especial nela, algo excitante e misterioso. Eu gostaria de descobrir o que era até o fim da noite.
Me permiti rir das palavras dela da forma mais natural possível e a observei se mover.
- Certo, eu esperava mais, mas eu realmente não pretendo ficar aqui sozinha. - me levantei e arrumei minha calça em meu corpo, dei de ombros e andei até ela em passos lentos. - Mas vai ter que me levar pra jantar antes, não sou tão fácil quanto pareço. - ri levemente e deixei um sorriso de canto vagando em meu rosto. - Estou brincando, vamos pra onde, pequeno zumbi?
A forma com que a garota fez eu me soltar em poucos minutos me deixou impressionada, por assim dizer. Eu iria com ela, mesmo que meus instintos me dissessem para correr para longe, eu sentia que seria um desafio, e eu realmente precisava de um desafio.

Thanks Tess
avatar
Katerina A. Dennies

Mensagens : 8
Data de inscrição : 18/07/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Campo de Rugby

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum